quinta-feira, 28 de março de 2013

QUARTO ANO DE SAUDADE DO SAUDOSO RADIALISTA IDENALDO LIRA


Idenaldo Lira
Na última quinta-feira (14/03/13) familiares, colegas de microfone e ouvintes lembraram o quarto ano sem o radialista Idenaldo Lira (foto). Foi um profissional muito competente, sério e polêmico, que fez história da radiofonia sobralense.

Idenaldo Oliveira de Lira era filho de Antonio Teófilo de Lira e Margarida Oliveira de Lira. “Dil”, como era carinhosamente chamado pelos familiares e amigos íntimos, nasceu em Santo Antônio do Aracatiaçu, distrito de Sobral, em 18 de setembro de 1969.


Era casado com Lúcia de Fátima Lima, com quem teve os filhos Idenaldo Júnior e Lia. Conforme familiares, sempre demonstrou ser esposo dedicado e pai amoroso, além de excelente filho, irmão e amigo comprovado por quem o conheceu.

Em 1991 trocou o distrito pela sede do município, a fim de dar prosseguimento aos estudos e para trabalhar definitivamente no rádio. Como profissional do microfone, Idenaldo Lira buscava quotidianamente aprimorar-se através dos estudos, dos ensinamentos repassados por colegas mais experientes e das avaliações dos seus ouvintes. Pela forma séria e corajosa dos seus pronunciamentos, sugestões, críticas e elogios notabilizou-se como um radialista sem “meias verdades”. Isso foi o suficiente para ter de enfrentar algumas pelejas jurídicas e amargar muitos desentendimentos. 

Por conta de suas análises sempre embasadas na verdade e na coerência, tornou-se respeitado âncora e comentarista. Também demonstrou versatilidade ao se destacar como excelente narrador esportivo. Em sua trajetória na radiofonia Idenaldo Lira deixou sua marca registrada em diversas emissoras. Em Sobral, trabalhou nas Rádios Caiçara, Educadora, Tupinambá, Pioneira, FM Transamérica e Paraíso FM. Também teve rápida passagem pela Rádio Assunção de Fortaleza. Nos últimos anos de vida estava cursando a Faculdade de Direito. Estava muito feliz porque iria realizar um grande sonho: tornar-se, por direito, um autêntico advogado do povo, o que já fazia, de fato, como comunicador. Também tentou ingressar na política em 2008, candidatando-se a vereador pela coligação “Sobral merece e pode mais! (PPS/PSL)”, inscrito no Partido Popular Socialista (PPS), número 23222. Mas não conseguiu lograr bom êxito, não sendo eleito.


Antes de atingir a quarta década de vida, depois de uma longa e penosa luta na qual enfrentou bravamente o câncer de pulmão, Idenaldo Lira faleceu em sua residência, ao lado dos seus familiares, numa tarde de sábado, 14 de março de 2009. Seu sepultamento ocorreu no domingo no cemitério do distrito de Santo Antônio do Aracatiaçu. Em 2010 Eliane Lira, irmã do radialista, lançou o livro “Uma breve passagem pela terra”, contendo textos, informações e fotografias da trajetória de Idenaldo.


Tendo vivido apenas 39 anos Idenaldo Oliveira de Lira deixou a boa lembrança do convívio com seus familiares e amigos e com aqueles que apenas só o ouviram através do rádio. Além disso, deixou também um belo exemplo de que por mais espinhosa que seja a estrada vale a pena trilhar o caminho rumo a um mundo melhor, mais justo e mais solidário. Principalmente quando se tem em mão uma poderosa arma e dela faz bom uso: o microfone.  

FONTE: http://www.aracatiacuemacao.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário